quinta-feira, 30 de outubro de 2014

MAJOR FERNANDES PODERÁ ASSUMIR CADEIRA DE DISSON LISBOA NA ALE/RN

O advogado Paulo de Tarso Fernandes, especialista em Direito Eleitoral, analisou que, caso seja condenado e tornado inelegível, os votos de Disson Lisboa, que conseguiu 26.618 votos, permanecem na coligação. Caso essa hipótese seja concretizada, o novo deputado estadual seria o André Luís Fernandes da Fonseca, conhecido como Major Fernandes, que obteve 25.006 votos.

O advogado explicou que caso a inelegibilidade seja decretada, a partir dessa decisão do Tribunal de Justiça, ela já terá ocorrido após a eleição, por isso os votos são contados como sendo da coligação. “A legislação entende que o candidato concorreu com o registro deferido, por isso, os votos permanecem na coligação”, explicou o advogado.

Ele lembrou que recentemente, ao analisar os casos do ex-governador José Roberto Arruda e do ex-deputado federal Paulo Maluf o Tribunal Superior Eleitoral entendeu que mesmo a condenação tendo ocorrido após o registro da candidatura, a punição de inelegibilidade já atingiria o mandato a ser conquistado.

Entre em contato!
a.adrianofp@gmail.com

Fonte: Panorama Político

FILHOS E NETOS DE POLÍTICOS TRADICIONAIS SE ELEGEM DEPUTADOS

No próximo ano, esses herdeiros de políticos se juntarão a deputados que já estão na Casa há várias legislaturas, como Miro Teixeira, que já tem mais de três décadas de mandato.

Diversos filhos e netos de políticos tradicionais em seus estados foram eleitos deputados federais no último domingo (5).

É o caso da deputada estadual e filha do ex-governador do Rio de Janeiro Anthony Garotinho, Clarissa Garotinho (PR), que foi a segunda deputada mais votada em seu estado.

Em São Paulo, foi eleito Eduardo Bolsonaro (PSC-SP), filho do deputado mais votado do Rio de Janeiro, Jair Bolsonaro (PP-RJ). Também em São Paulo, o deputado estadual Bruno Covas (PSDB), neto do ex-governador Mário Covas, foi eleito com votação expressiva – mais de 352 mil votos.

quarta-feira, 29 de outubro de 2014

OS DEPUTADOS FEDERAIS CELEBRIDADES E ESPORTISTAS ELEITOS

O cantor sertanejo Sérgio Reis (PRB-SP) foi eleito deputado federal, puxado pela votação do ex-deputado e apresentador de TV Celso Russomanno (PRB), o deputado federal mais votado do Brasil, com 1,5 milhão de votos. A bancada paulista também contará com outro artista, o palhaço Tiririca (PR-SP), reeleito com mais de 1 milhão de votos.

Também foi eleito por São Paulo Andrés Sanchez (PT-SP), ex-presidente do Sport Club Corinthians. Outro ex-jogador de futebol que teve sucesso nas urnas foi o deputado licenciado Deley (PTB-RJ), reeleito pelo Rio de Janeiro. A bancada de esportistas contará ainda com o ex-goleiro Danrlei de Deus (PSD-RS), reeleito pelo Rio Grande do Sul com a segunda maior votação no estado, e com o ex-judoca João Derly (PCdoB-RS).
Da Agência Câmara

terça-feira, 28 de outubro de 2014

VEJA QUEM SÃO OS GOVERNADORES ELEITOS


HENRIQUE PLANEJA O FUTURO POLÍTICO

Engana-se quem pensa que, derrotado nas urnas no domingo, o deputado Henrique Alves (PMDB) está acabrunhado em casa.

Nesta segunda-feira da ressaca eleitoral, Henrique recebeu aliados e lideranças do interior.
Nas conversas que tomaram conta do dia, a política reinou.

Com direito a pensar num futuro onde o deputado federal eleito Walter Alves aparece como candidato a governador, e onde o próprio Henrique aparece como ministro indicado pelo PMDB.

Garibaldi Filho voltaria para o Senado, onde tem 4 anos de mandato pela frente, e Henrique iria compor o governo Dilma.

O caso Petrobras é um caso à parte.

Atinge, pelo que se divulgou até agora, tanto um grupo de 40 parlamentares como o ex-presidente Lula e a presidente reeleita, Dilma Rousseff.


Assunto do dia.
Thaisa Galvão

ENQUANTO HENRIQUE ALVES ARTICULAVA O ACORDÃO QUE SERIA IMPOSTO AS LIDERANÇAS POLÍTICAS, ROBINSON FAZIA UM ESTUDO PARA SABER A PREFERÊNCIA DO ELEITORADO POTIGUAR


Antes de formar um grupo e concretizar a candidatura ao governo do Rio Grande do Norte, o atual vice-governador e governador eleito, Robinson Faria (PSD), estudou como teria que fazer.

Contratou uma pesquisa qualitativa ao instituto GPP, do Rio de Janeiro, e durante um dia inteiro ouviu de especialistas no assunto, que ganharia a eleição sim, desde que montasse um grupo de novos. Que era isso o que o eleitor potiguar estava querendo.

Pela pesquisa aprofundada, eram 3 os nomes que os potiguares apontavam como representantes dessa fatia do bolo político que o povo poderia acreditar: o nome dele próprio, o da deputada Fátima Bezerra (PT) e o do prefeito de Natal, Carlos Eduardo (PDT).
Com o resultado do estudo nas mãos, Robinson foi atrás dos dois para compor o grupo vencedor da eleição que ainda demoraria a acontecer.

Para Robinson, à época, mais fácil seria a aliança com o prefeito, que até em declaração pública, como fez a este Blog, disse que Robinson seria seu candidato ao governo.

Fátima seria ainda uma incógnita, já que entre Robinson e o PT, nunca houve nada além da amizade do candidato com o deputado Fernando Mineiro, companheiros de Assembleia Legislativa.

sexta-feira, 24 de outubro de 2014

DILMA TEM 54%, E AÉCIO, 46% DOS VOTOS VÁLIDOS, DIZ PESQUISA IBOPE

Levantamento com 3.010 eleitores foi feito entre os dias 20 e 22 de outubro. Margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

Pesquisa Ibope divulgada nesta quinta-feira (23) aponta os seguintes percentuais de votos válidos no segundo turno da corrida para a Presidência da República:

Dilma Rousseff (PT): 54%
Aécio Neves (PSDB): 46%

Para calcular esses votos, são excluídos da amostra os votos brancos, os nulos e os eleitores que se declaram indecisos. O procedimento é o mesmo utilizado pela Justiça Eleitoral para divulgar o resultado oficial da eleição.

A pesquisa foi encomendada pela TV Globo e pelo jornal "O Estado de S. Paulo".
No levantamento anterior do instituto, divulgado no dia 15, Aécio tinha 51% e Dilma, 49%.

Votos totais
Se forem incluídos os votos brancos e nulos e dos eleitores que se declaram indecisos, os votos totais da pesquisa estimulada são:

Dilma Rousseff (PT): 49%
Aécio Neves (PSDB): 41%
Branco/nulo: 7%
Não sabe/não respondeu: 3%

O Ibope ouviu 3.010 eleitores em 203 municípios entre os dias 20 e 22 de outubro. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%, o que quer dizer que, se levarmos em conta a margem de erro de dois pontos, a probabilidade de o resultado retratar a realidade é de 95%. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número BR-01168/2014.

 Rejeição
O Ibope perguntou, independentemente da intenção de voto, em qual candidato o eleitor não votaria de jeito nenhum. Veja os números:
Aécio - 42%
Dilma - 36%

Expectativa de vitória
O Ibope também perguntou aos entrevistados quem eles acham que será o próximo presidente da República, independentemente da intenção de voto. Para 51%, Dilma sairá vitoriosa; 38% acreditam que Aécio ganhará; 10% não sabem ou não responderam.

1º turno
No primeiro turno, Dilma teve 41,59% dos votos válidos e Aécio, 33,55%

Entre em contato!
a.adrianofp@gmail.com
Do G1/RN

segunda-feira, 20 de outubro de 2014

LÍDERES, MAS NEM TANTO

Esta campanha eleitoral com todas as suas atribulações devido o “acordão” imposto pelas lideranças maiores do DEM e PMDB está servindo para que os líderes políticos locais, diga-se Riacho da Cruz, fazerem uma reflexão, qual seja, “será que sou um líder inconteste no meu reduto eleitoral”?

Os acontecimentos políticos em Riacho mostram que tais lideranças, situação e oposição, não tem tanta liderança quanto se achavam que tinham e as percas que estes dois grupos tiveram até o momento incalculáveis.

Do lado da situação vários foram os dissidentes e entre estes um membro do Parlamento Municipal que foi a maior surpresa para a situação que no início tentou reverter o quadro mas não obteve sucesso.

Do lado da oposição os estragos foram ainda maiores, mesmo não tendo nenhum edil se rebelando contra o “acordão”, muitos peemdebistas se sentiram desprestigiados pelo candidato do PMDB e partiram para uma aliança com os até então adversários democratas que também não aceitaram o “acordão” e nesse caso as lideranças peemedebistas só assistiram a debandada de aliados sem tentar se quer reverter o quadro.

De uma coisa pode se ter certeza, qual seja, após estas eleições a política em Riacho da Cruz tomará outros rumos e esses dissidentes da situação e oposição já conversam a possibilidade de se forma um novo grupo político no município e caso o eleito seja Robinson Faria estas conversas podem sair das especulações e se concretizarem.

Aguardemos...

Entre em contato!
a.adrianofp@gmail.com

domingo, 19 de outubro de 2014

E POR ISSO QUE O POVO NÃO ACREDITA MAIS NOS POLÍTICOS…

Na linha ‘pula-pula’ da reta final da campanha, o candidato a governador Robinson Faria (PSD) tem recebido apoio até de quem já lhe traiu.

Para quem acompanha a política no Rio Grande do Norte, ver o apoio recebido da prefeita do município de Serra Caiada, é pra lá de indigesto.

Prova de quanto a política é indigesta.

Em Serra Caiada, Henrique ganhou com maioria de 20,92% dos votos. E com o apoio da prefeita Socorro e do marido, ex-prefeito e ex-auxiliar e ex-amigo de Robinson, Faustinho.

Que foi auxiliar do ex-presidente da Assembleia, foi o primeiro chefe de gabinete do eleito vice-governador, e foi o primeiro a dar as costas quando o vice rompeu com a governadora.

Que no primeiro turno, em Serra Caiada, subiu no palanque verde para falar muito mal…de Robinson.

Na quarta-feira, inclusive, quando Henrique fez um comício regional em Santa Cruz, o grupo de Serra Caiada estava pronto para levar uma caravana para o palanque verde.

APÓS QUASE 34 ANOS JUNTOS EX-PREFEITO VILENE RÊGO E A PREFEITA BERNADETE RÊGO CAMINHAM SEPARADOS NESTAS ELEIÇÕES

Ex-prefeito Vilene Rêgo na recepção a Robinso
Que o ex-prefeito Vilene Rêgo não votava em Henrique e fazia uma campanha velada para Robinson, todos sabiam.

Porém neste último sábado (18) com a passagem do governadorável Robinson Faria na cidade de Riacho da Cruz, um acontecimento surpreendeu a todos que viam a caravana de Robinson passar pelas ruas da cidade, qual seja, a participação do ex-prefeito Vilene Rêgo na carreata declarando apoio a Robinson Faria.

Vilene Rêgo, assim, com a sua declaração de apoio a Robinson contraria o principal líder democrata na região Oeste, seu irmão Getúlio Rêgo, e vai de encontro também a orientação de sua sobrinha, a prefeita Bernadete Rêgo, que trabalha incessantemente na cidade para o governadorável Henrique Alves.
 
Bernadete Rêgo e Vilene Rêgo
Com esta decisão, Vilene Rêgo, é protagonista de uma situação antes inimaginável, qual seria, a divisão do grupo político democrata em Riacho da Cruz, que tem hoje como principal líder a prefeita Bernadete Rêgo, onde caminharam juntos durante os últimos 32 anos e com esta decisão de Vilene torna-se público e notório que o clima entre os aliados há muito tempo não é dos mais amigáveis.

Aguardemos o resultado do leito e o seu desenrolar para se ter uma ideia do que pode acontecer na política local.

Entre em contato!
a.adrianofp@gmail.com

quinta-feira, 16 de outubro de 2014

SOLDADO TONY PROTOCOLA REPRESENTAÇÃO CONTRA COMANDO DO 12ºBPM

Nesta quinta (15) o presidente da Associação de Praças da Polícia Militar de Mossoró e Região (APRAM), Soldado Tony, ingressou com representação criminal por abuso de autoridade contra o comando do 12° Batalhão de Polícia Militar, unidade que, segundo o dirigente, tem insistido na prática de escala com jornada excessiva e desumana, como a que foi imposta ao próprio por ocasião do pleito eleitoral do último dia 05 onde trabalhou 37 horas ininterruptas. A peça foi protocolada no Ministério Público e Comando Geral da Polícia Militar do Rio Grande do Norte.

De acordo com Tony, nos últimos dias vários PMs procuraram a associação para relatar acerca da sobrecarga de trabalho e condições de logística inadequadas a que foram submetidos no primeiro turno das eleições. O dirigente explica que, como seus companheiros, também se sentiu prejudicado e com a dignidade ultrajada. "Entrei de serviço às 05 horas de sábado ficando até às 20 horas do domingo. Trabalhei sozinho numa vila de Serra do Mel, desprovido de colete, rádio-comunicador e apoio adequado, pois apenas uma viatura da PM cobria todos os 22 locais de votação", declarou.

domingo, 12 de outubro de 2014

POLÍCIA MILITAR RETIRA MAIS UMA ARMA DE FOGO DE CIRCULAÇÃO EM MOSSORÓ

No inicio da manhã deste domingo 12 de agosto de 2014,Policiais Militares da viatura 1233 sob o comando do Sargento Adriano e o Sd Anchieta receberam informações do Centro Integrado de Operações e Segurança Pública (CIOSP) Mossoró,que um individuo conhecido por Toinho de Duca que vinha assombrando a área do Bairro Pintos e Conjunto Vingt Rosado praticando assaltos estava na Rua Alcino Firmo da Rocha no Bar do Coqueiro portando uma espingarda calibre 12. 

Ao chegarem no local citado os policiais confirmaram a veracidade da informação e prenderam em flagrante o individuo identificado como Antônio Felipe 34 anos de idade com a referida arma e 72 reais em dinheiro. 

Ainda segundo informações da polícia o elemento teria praticado um assalto no Bar do Coqueiro porem a dona do estabelecimento não foi a delegacia fazer o procedimento com medo do elemento assim que sair da prisão praticar algum ato de vingança contra ela. "Toinho de Duca" foi conduzido para a DP de plantão e apresentado a autoridade policial para os procedimentos cabíveis.

MAIS DA METADE DOS ELEITOS PARA O LEGISLATIVO NO RN SÃO MILIONÁRIOS

O Rio Grande do Norte tem mais da metade dos eleitos para cargos legislativos representada por milionários. Dos 33 candidatos que saíram vencedores das eleições para deputado estadual, deputado federal e senador, 17 declararam ter patrimônio superior a R$ 1 milhão. O levantamento foi feito pelo G1 com base nos dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Do total de milionários, 11 ocuparão cargos na Assembleia Legislativa e seis na Câmara Federal.

No total, os eleitos para cargos legislativos no estado declararam R$ 83,6 milhões em patrimônio. Os número cresceu em relação às legislaturas anteriores. Em 2010, eram 12 milionários entre os 34 eleitos para cargos legislativos. Juntos, os políticos somavam um patrimônio declarado de R$ 76,2 milhões.

O mais rico entre os eleitos é o deputado estadual José Dias (PSD). O advogado declarou possuir R$ 34,5 milhões. Entre os bens estão participações em empresas, aplicações em fundos de investimentos e imóveis no Rio Grande do Norte. José Dias foi reeleito para o sexto mandato parlamentar na Assembleia Legislativa.

Da Câmara Federal vem o segundo candidato a cargos legislativos com maior patrimônio declarado. É Felipe Maia (DEM), filho do senador José Agripino (DEM). O deputado federal reeleito declarou R$ 15,4 milhões em bens, que incluem quotas de participação em empresas, terrenos, imóveis e aplicações em fundos de investimento. Maia vai para o terceiro mandato como deputado estadual.

A lista segue com o deputado federal Fábio Fária (PSD), que se reelegeu para seu terceiro mandato na Câmara Federal. Filho do candidato ao governo do Rio Grande do Norte Robinson Faria (PSD), o político declarou ter R$ 5 milhões em bens. Com patrimônio superior a R$ 2 milhões estão os deputados estaduais Álvaro Dias (PMDB), Getúlio Rêgo (DEM) e Tomba Farias (PSB) e Antônio Jácome (PMN). Os três primeiros foram eleitos deputados estaduais e o último ocupará uma vaga na Câmara Federal.

Completam o ranking de milionários Ricardo Motta (PROS), Agnelo Alves (PDT), Galeno Torquato (PSB), Nelter Queiroz (PMDB),  José Adécio (DEM) e Ezequiel Ferreira (PMDB), eleitos deputados estaduais, e Walter Alves (PMDB), Zenaide Maia (PR) e Rogério Marinho (PSDB), que ganharam vagas na Câmara Federal.

O único que declarou não ter bens entre os vencedores dos cargos legislativos foi o deputado federal eleito Betinho Rosado Segundo (PP), substituto do pai, o atual deputado federal Betinho Rosado (PP), que declarou patrimônio de R$ 2 milhões, mas não concorreu à reeleição porque teve o registro de candidatura indeferido pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE/RN).

QUAL SERÁ A COR DA PRÓXIMA CAMISA QUE HENRIQUE ALVES VESTIRÁ EM PAU DOS FERROS PARA TENTAR AGRADAR NILTON, GUSTAVO, GETÚLIO E LEONARDO?


Mesmo com o Ex-prefeito, Leonardo Rêgo, e o Deputado Estadual, Getúlio Rêgo, estarem tentando passar a todo custo para a população, através da mídia, que não estão mais "juntos e misturados" com o Ex-prefeito, Nilton Figueiredo, e o Deputado Estadual, Gustavo Fernandes, no palanque do candidato a governador Henrique Alves (PMDB), tomei conhecimento que nada mudou. Todos os políticos citados acima permanecem "abraçados" ao projeto do líder peemedebista.

Ademais, o questionamento que impera nas esquinas da cidade agora é o seguinte: Quando Henrique Alves virá a Pau dos Ferros novamente e, se vir, qual será a cor da próxima camisa que vestirá? 

Só relembrando, todas as vezes que Henrique passou pela cidade no primeiro turno o estrago para a sua postulação foi enorme, e tudo por causa do seu estranho troca-troca de camisas na tentativa de agradar os bicudos e bacuraus pau-ferrenses, que não entenderam muito bem porque Nilton, Gustavo, Getúlio e Leonardo passaram tantos anos em palanques opostos (se digladiando), mas, agora, estão defendendo o mesmo candidato ao Governo do Estado.

quinta-feira, 9 de outubro de 2014

GRUPO DE GETÚLIO RÊGO EM PORTALEGRE SE MANTERÁ NO PALANQUE DE HENRIQUE

Do líder democrata do município de Portalegre, José Augusto Rêgo, comentando o clima de divisão do partido em Pau dos Ferros, onde o prefeito Fabrício Torquato ficará com o candidato Robinson Faria no segundo turno, e o ex-prefeito Leonardo Rêgo se manterá no palanque do candidato Henrique Alves.

"Em Portalegre nossor grupo de oposição continuará com a mesma posição do primeiro turno. Henrique para vencer".

José Augusto é sobrinho do deputado Getúlio Rêgo, e segue sob orientação do deputado aliado de Henrique

Entre em contato!
a.adrianofp@gmail.com

Fonte: Thaísa Galvão

LEONARDO RÊGO SOBRE FABRÍCIO TORQUATO: “CADA UM VAI ESTAR EM SEU LADO. E VAMOS VER QUEM TEM MAIS FORÇA”

Ex-prefeito de Pau dos Ferros, Leonardo Rêgo (DEM) comentou com o Blog a declaração do prefeito Fabrício Torquato (DEM) que informou que vai declarar apoio ao candidato Robinson Faria (PSD).

“O prefeito agora vai ter a decência de dizer que vai votar num candidato e realmente vai votar”, disse Leonardo, afirmando que Fabrício orientou seu pessoal a votar em Robinson, mesmo tendo subido no palanque de Henrique.

Apesar de Fabrício não falar em rompimento, é assim que Leonardo vê a situação.

“Não falo em rompimento, mas nós vamos para um lado e ele para o outro. Cada um vai estar em seu lado. E vamos ver quem tem mais força”, disse Leonardo, lembrando que os votos do deputado Getúlio Rêgo são fruto do trabalho do deputado.

Para Leonardo, seu grupo se mantém firme com a candidatura de Henrique.

Entre em contato!
a.adrianofp@gmail.com

Fonte: Thaísa Galvão

segunda-feira, 6 de outubro de 2014

CAMPANHA FRACIONADA TERMINA AOS PEDAÇOS

Por Carlos Santos

O candidato Henrique Alves (PMDB) teve uma “Vitória de Pirro”.

Chega ao segundo turno, onde não queria ir, juntando cacos.

Mossoró, então.

Fez três campanhas em separado na cidade.

Perdeu força, em vez de hipoteticamente se nutrir de apoios.

Sacrificou-se em casa dividida, convivendo com ciumeiras, intolerância e vaidades pueris.

Sua campanha fracionada terminou em pedaços: fracionada.

Sandra Rosado (PSB), Fafá Rosado (PSB) e Cláudia Regina (DEM) que o apoiaram, em separado, juntam cacos como ele. Cada uma no seu quadrado, lógico.

Henrique somou o possível, mas não o necessário.


Deu no que deu.

RESULTADO FINAL DAS ELEIÇÕES PARA DEPUTADO ESTADUAL


deputados a
deputados c